Autor de feminicídio em Três Lagoas confessa para a Polícia, disse estar bêbado - Bolsão em Destaque de Três Lagoas
Polícia

Autor de feminicídio em Três Lagoas confessa para a Polícia, disse estar bêbado

Em Três Lagoas – MS, no dia 21 de março, os policiais do 2º Batalhão de Polícia Militar efetuaram a detenção de um indivíduo envolvido em um caso de feminicídio e tentativa de homicídio a vítima fatal Gilvanda De Paula. O 2º BPM agiu em resposta, com base nas informações e descrição do suspeito, os policiais iniciaram buscas visando capturá-lo. Por volta das 9h30, receberam uma denúncia pelo telefone de emergência 190, indicando o possível paradeiro do suspeito, que foi encontrado e detido na rua Vinte e Nove, no bairro Vila Piloto. Durante o interrogatório, o detido admitiu ter disparado com uma arma de fogo calibre .38 contra a vítima, enquanto esta participava de um velório sob influência excessiva de álcool. Ele também confessou ter jogado a arma do crime em um terreno baldio e posteriormente ter abandonado o veículo usado na fuga no bairro Vila Piloto, pedindo ao morador da casa onde se escondeu que “sumisse” com o carro, que pertencia à cunhada do suspeito. Diante dos fatos, o detido foi conduzido ao delegado de plantão na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher para as medidas necessárias.

Entenda o caso:

Nesta manhã de quinta-feira (21), a cidade de Três Lagoas foi palco de um ato de violência chocante. Gilvanda De Paula, de 42 anos, foi vítima fatal de seu ex-marido, que invadiu um velório no qual ela estava presente na companhia de uma amiga, o agressor disparou vários tiros contra Gilvanda De Paula, ceifando sua vida de forma brutal.

A tragédia não se limitou apenas a Gilvanda De Paula; sua amiga também foi atingida e ferida na perna, sendo prontamente socorrida para receber tratamento médico em um hospital da região.

Após o ato hediondo, o ex-marido empreendeu fuga, mas graças à ação eficaz da polícia local, foi capturado. Até o momento, não foram divulgadas informações sobre a motivação por trás deste ato de violência.

Infelizmente, Gilvanda De Paula entra para as estatísticas sombrias como a oitava vítima de feminicídio no estado de Mato Grosso do Sul neste ano. Este caso serve como um lembrete sombrio da violência que muitas mulheres enfrentam diariamente, destacando a urgência de medidas mais eficazes para prevenir e combater o feminicídio em nossa sociedade.

Por Yuri Spazzapan

Botão Voltar ao topo