Brasileiro é degolado em Pedro Juan Caballeiro - Bolsão em Destaque de Três Lagoas
Polícia

Brasileiro é degolado em Pedro Juan Caballeiro

Um cidadão brasileiro de 54 anos foi brutalmente assassinado por um vizinho em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, em um incidente registrado no último domingo (14).

A tragédia teve início devido a uma discussão entre os dois envolvidos relacionada a um cavalo emprestado pelo proprietário ao brasileiro. O dono do animal havia cedido o cavalo a Vanilton Benites do Amaral, mas, ao ir buscá-lo, Amaral alegou que o equino havia desaparecido.

A briga intensificou-se, culminando no ataque fatal. Vanilton foi ferido com golpes de faca no pescoço e na cabeça, vindo a óbito no local. As autoridades locais estão conduzindo investigações sobre o caso.

Manuel Francisco Torres Fernández, conhecido como “Feijão”, de 29 anos, é apontado como o principal suspeito do crime, encontrando-se atualmente foragido.

Conforme apurado nas investigações preliminares, tanto a vítima quanto o suposto autor estavam consumindo bebidas alcoólicas na noite anterior ao trágico incidente. Segundo relatos de vizinhos, Vanilton Benítez do Amaral teria utilizado o cavalo de Feijão para adquirir mais bebidas, no entanto, não retornou até aproximadamente às 11h do dia seguinte. O fato de a vítima voltar ao local sem o cavalo teria desencadeado o ataque fatal com faca.

Um cidadão brasileiro de 54 anos foi brutalmente assassinado por um vizinho em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, no domingo (14). O incidente teve origem em uma discussão relacionada a um cavalo que o vizinho havia emprestado à vítima.

A controvérsia começou quando o dono do cavalo emprestou o animal para Vanilton Benites do Amaral. Ao retornar para recuperá-lo, Amaral alegou que o cavalo havia desaparecido. A disputa entre os dois escalou, resultando no brasileiro sendo atingido por golpes de faca no pescoço e na cabeça, causando sua morte no local. As autoridades locais estão conduzindo uma investigação minuciosa sobre o incidente.

O principal suspeito do crime é Manuel Francisco Torres Fernández, conhecido como “Feijão”, um indivíduo de 29 anos que, atualmente, está foragido.

Conforme as investigações iniciais, tanto a vítima quanto o suposto autor estavam consumindo bebidas alcoólicas na noite anterior ao ocorrido. Testemunhos de vizinhos indicam que Amaral teria utilizado o cavalo de Feijão para comprar mais bebidas, mas não retornou até por volta das 11h do dia seguinte. Quando retornou sem o cavalo, isso desencadeou o ataque fatal com a faca.

O corpo de Vanilton Benites do Amaral foi examinado pelo médico legista Marcos Prieto, que constatou ferimentos no pescoço, no lado direito, causados por uma faca. A causa da morte foi determinada como “choque hipovolêmico grave”. Posteriormente, o representante do Ministério Público ordenou a transferência do corpo para a morgue do Hospital Regional local. Após cumprir os procedimentos necessários, o corpo foi entregue a uma prima da vítima, Raquel Benítez Douglas Gonçalves, brasileira e residente em Ponta Porã.

Por Yuri Spazzapan com informações do ABC Color

Botão Voltar ao topo