Desembargador determina soltura de Milton Ribeiro - Bolsão em Destaque de Três Lagoas
Justiça

Desembargador determina soltura de Milton Ribeiro

Decisão foi tomada pelo desembargador Ney Bello e vale "até o julgamento de mérito pelo colegiado da Terceira Turma"

O desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), suspendeu a prisão preventiva do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro. A decisão, tomada nesta quinta-feira (23), valerá “até o julgamento de mérito pelo colegiado da Terceira Turma” do TRF1.

Ribeiro tinha sido preso preventivamente nesta quarta-feira (22), em Santos, São Paulo. A detenção decorreu do cumprimento de um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça no âmbito da operação Acesso Pago, deflagrada pela Polícia Federal (PF).

De acordo com a PF, a operação teve como objetivo investigar a prática de tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão que é vinculado ao Ministério da Educação (MEC).

O mandado de prisão preventiva expedido contra Milton Ribeiro, assinado pelo juiz federal Renato Borelli, citou os crimes de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência. Além do ex-ministro, outras quatro pessoas chegaram a ser presas, incluindo os pastores Arilton Moura e Gilmar Santos.

Pleno News

Botão Voltar ao topo