Em reunião do Consórcio Brasil Central, Mato Grosso do Sul coloca Rota Bioceânica como projeto prioritário - Bolsão em Destaque de Três Lagoas
Mato Grosso do Sul

Em reunião do Consórcio Brasil Central, Mato Grosso do Sul coloca Rota Bioceânica como projeto prioritário

Na primeira reunião deste ano do Consórcio Brasil Central, nesta segunda-feira (23), Mato Grosso do Sul definiu três projetos regionais prioritários para apresentar no Fórum dos Governadores, no dia 27, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os projetos selecionados pelo Estado foram Malha Oeste, BR-262 e Rota Bioceânica.

Na Assembleia Geral realizada em formato híbrido, o secretário Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação) representou o governador Eduardo Riedel. A assembleia geral teve início com a eleição e posse do governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, para presidir o Consórcio, em substituição ao Distrito Federal. 

Mauro Mendes foi escolhido por aclamação pelos sete governadores integrantes do Brasil Central. A eleição não tem relação com o afastamento de Ibaneis Rocha, mas com o término em janeiro do mandato do Distrito Federal na presidência do Consórcio.

“O que foi solicitado e o governador Riedel definiu conosco é quais projetos são prioritários para Mato Grosso do Sul: a Malha Oeste, lembrando que é essa ferrovia que liga Corumbá até Mairinque-SP, então esse foi um dos projetos prioritários que será apresentado; a outra a BR-262, que é o grande gargalo hoje, com a perspectiva de aumento de volume de carga tanto de minério como de celulose e de eucalipto, esse realmente é um grande entrave, estamos em uma situação crítica hoje; e a terceira prioridade que apresentamos é a Rota Bioceânica”, explicou Jaime Verruck.

Ele destacou que os três projetos são igualmente importantes e dependem de alocação de recursos e decisões do Governo Federal. O secretário explicou ainda que os sete estados integrantes do Consórcio – Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Roraima e Tocantins – vão definir em conjunto um projeto para ser apresentado como prioridade do Brasil Central. Mato Grosso do Sul defende que esse projeto seja a Rota Bioceânica. “Entendemos que a Rota Bioceânica atende toda a região”, disse.

O secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Pedro Caravina, também participou da reunião, defendendo os interesses de Mato Grosso do Sul. A participação dos representantes de Mato Grosso do Sul foi por teleconferência, na Sala de Reuniões da Governadoria.

Botão Voltar ao topo