Família de 9 capivaras são mortas por atropelamento na BR-359 em Mato Grosso do Sul - Bolsão em Destaque de Três Lagoas
Mato Grosso do Sul

Família de 9 capivaras são mortas por atropelamento na BR-359 em Mato Grosso do Sul

Uma família de 9 capivaras foi morta ao ser atropelada na BR-359, próximo ao município de Alcinópolis. Os animais estaria atravessando a rodovia, momento em que foram atingidos por um veículo. O Secretário de Desenvolvimento municipal, Nahur Tito, foi até o local, onde constatou a morte de 1 macho, 6 fêmeas adultas e 2 filhotes

Nas redes sociais, a prefeitura de Alcinópolis lamentou a morte das capivaras e chamou a atenção para a imprudência no trânsito, que tem causado a morte de muitos animais na rodovia.

“É preciso que os motoristas respeitem as leis de trânsito e dirijam com prudência dentro da velocidade permitida. Alguns trechos da BR são corredores utilizados pelos animais silvestres, portanto a atenção deve ser redobrada, para evitar fatalidades com esses animais ou até mesmo com sua família”, alertou o secretário.

Em 2022, um balanço feito pela Polícia Militar Ambiental (PMA), demonstra que 99 animais foram vítimas de atropelamento, 65 deles em rodovias federais ou estaduais e 34 nos centros urbanos.

Orientação

De acordo com a PMA, caso um motorista encontre um animal silvestre atropelado, tendo a possibilidade de se fazer o resgate, a orientação é que a PMA seja acionada, ou o condutor pode levar o animal para o centro de reabilitação ou órgão competente do município.

Como evitar acidentes?

  • Animais tendem a ter condutas bastante imprevisíveis. Por isso, o primeiro cuidado que o motorista deve tomar é não emitir sons altos, como o da buzina, ou direcionar luzes muito fortes, no caso dos faróis. O som ou a luz pode fazer com que o animal se sinta ameaçado gerando reações de ataque.
  • Ao avistar um animal, deve-se reduzir a velocidade, tirando o pé do acelerador aos poucos, e evitar freadas bruscas, que, muitas vezes, resultam em capotamento.
  • Se for possível desviar do animal, o ideal é fazê-lo por trás dele, com os vidros fechados, verificando se não há outros veículos com os quais você poderá colidir, sempre visando à segurança.
  • Atentar-se às placas também contribui para ter ciência do que pode estar mais à frente. Em locais onde é comum animais invadindo a estrada, geralmente, haverá sinalização que avise sobre isso, indicando que é necessário prestar mais atenção a essa possibilidade.
Botão Voltar ao topo