Câmara de Três Lagoas deve proibir utilização, queima e soltura de fogos de estampidos no município – Bolsão em Destaque de Três Lagoas
Sem categoria

Câmara de Três Lagoas deve proibir utilização, queima e soltura de fogos de estampidos no município

Entrou em pauta no legislativo de Três Lagoas, o projeto de lei que proíbe o manuseio, utilização, queima e soltura de fogos de estampidos e de artifícios no munícipio, a proibição deve-se estender a propriedade privada também.

Tendência mundial, recentemente a Câmara Municipal de Bataguassu, novembro de 2020, aprovou tal projeto que proíbe fogos de estampidos em todo município.

Lei pioneira proíbe a queima de fogos de artifícios

Em 2010 a ambientalista Vininha F. Carvalho, editora da Revista Ecotour News escreveu um artigo alertando sobre o impacto nocivo dos fogos de artifícios no meio ambiente.

Mas somente neste ano de 2017, sancionou o projeto de lei que proíbe a queima, soltura e manuseio de fogos de artifício que façam barulho em Campinas. A lei visa o bem-estar de animais, idosos, doentes, bebês e crianças que sofrem com os estouros e estampidos.

Segundo Vininha F. Carvalho, quando mencionamos uma sociedade ecológica, falamos de um sistema capaz de preservar os recursos naturais, nos preocupando com a enorme biodiversidade nele existente.

Vivemos no século XX um verdadeiro período de destruição em massa de animais e viveremos neste século XXI outro ciclo de destruição em massa agora de seres humanos, se algo não for feito para mudar nosso padrão de relacionamento com o meio ambiente.

“Enquanto o ser humano não aprender a preservar o que é bom e necessário para sua própria vida e dos animais, será muito difícil haver, de uma forma eficaz, a efetuação em massa da conservação de bens coletivos”, enfatiza a ambientalista.

É válido lembrar que coletivo não deveria ser encarado como sendo somente a natureza, mas também o meio urbano, que é coletivo a todos, afinal, somos nós quem o construiu e modificou.

Vemos nos dias atuais, discursos bonitos em prol da preservação ambiental, mas que precisam ser incentivados e praticados de maneira sustentável.

Comemorações com fogos de artifício são traumáticas para os animais

Comemorações com fogos de artifício são traumáticas para os animais, cuja audição é mais apurada que a humana e, segundo pesquisas, são capazes de pressentir eventos sísmicos importantes.

Devido à ocorrência dos fogos de artificio, os cães latem em desespero e, até, enforcam-se nas correntes.

Os gatos têm taquicardia, salivação, tremores, medo de morrer, e escondem-se em locais minúsculos, alguns fogem para nunca mais serem encontrados. Há animais que, pelo trauma, mudam de temperamento.

Nas comemorações da chegada do Ano Novo, em nome da paz, o ser humano atrita com a natureza, que emite sua resposta implacável.

O tema da paz é essencial na luta por outro mundo justo, humano e pacífico e, coincidência ou não, é preciso aprofundar os estudos referentes aos impactos dos fogos de artifício no meio ambiente.

Botão Voltar ao topo