Furo de teto: Dólar sobe ante real após tombo recente e em meio a temores fiscais - Bolsão em Destaque de Três Lagoas
Economia

Furo de teto: Dólar sobe ante real após tombo recente e em meio a temores fiscais

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar avançava frente ao real nesta segunda-feira, depois de na semana passada ter tombado quase 5%, com temores sobre os planos de gastos extra-teto do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) compensando o apetite por risco internacional.

Às 10:01 (de Brasília), o dólar à vista avançava 0,62%, a 5,0838 reais na venda.

Na B3, às 10:01 (de Brasília), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento subia 0,43%, a 5,1055 reais.

Os ganhos desta segunda-feira vêm depois de, na última sessão, na sexta, a moeda norte-americana spot ter perdido 1,36%, a 5,0524 reais, menor patamar para encerramento desde 29 de agosto (5,0330). No acumulado da semana passada, período que sucedeu a vitória eleitoral de Lula, o dólar despencou 4,71%, maior queda semanal desde o período findo em 29 de julho (-5,91%).

É normal, depois de movimentos expressivos da divisa norte-americana, haver momentos de correção no sentido oposto.

“Os investidores reagiram positivamente à eleição do ex-presidente Lula. Nossa avaliação era que este evento já estava nos preços dos ativos, mas a reação foi um pouco melhor que estávamos esperando”, disse a Genial Investimentos em nota a clientes. “Entretanto… os primeiros sinais da futura política fiscal do governo Lula não são nada promissores.”

A equipe de transição do próximo governo pretende criar uma PEC para garantir uma excepcionalidade ao teto de gastos e adequar o Orçamento do ano que vem às promessas de campanha de Lula, como a manutenção dos 600 reais do Auxílio Brasil e o reajuste real do salário mínimo. Os valores embutidos na PEC ainda não foram definidos oficialmente, mas a expectativa é de que possam superar os 200 bilhões de reais.

Com tais despesas, “teremos um aumento da relação dívida/PIB, aumento do risco fiscal, pressão sobre a taxa de câmbio”, avaliou a Genial, que também citou riscos de aumento das pressões inflacionárias no país.

Lula participa de reuniões com sua equipe de transição a partir das 10h (de Brasília) desta segunda-feira, em São Paulo. De acordo com fontes, a equipe de transição do petista convidou Persio Arida e André Lara Resende, economistas que ajudaram a desenhar o Plano Real que estabilizou a economia nos anos 1990.

Enquanto isso, no exterior, o clima se mostrava muito mais favorável a ativos arriscados do que no Brasil, em meio a esperanças de que a China relaxe restrições de combate à Covid-19 e de que as eleições norte-americanas de meio de mandato resultem num Congresso dividido nos Estados Unidos.

O dólar caía contra uma cesta de seis pares fortes nesta manhã, enquanto as ações europeias e os futuros de Wall Street registravam ganhos. [.EUPT] [.NPT]

Mesmo assim, “a semana promete ser desafiadora”, disse Jefferson Rugik, presidente-executivo da Correparti Corretora, citando expectativas pela divulgação de dados de inflação norte-americanos e falas de dirigentes do Federal Reserve ao longo dos próximos dias, que podem oferecer pistas sobre as próximas decisões de política monetária do banco central.

Botão Voltar ao topo