Governo de MS e do Paraná divulgam hoje edital de leilão da Nova Ferroeste, novo empreendimento deve gerar 18 mil empregos - Bolsão em Destaque de Três Lagoas
DestaqueMato Grosso do Sul

Governo de MS e do Paraná divulgam hoje edital de leilão da Nova Ferroeste, novo empreendimento deve gerar 18 mil empregos

Uma obra emblemática para Mato Grosso do Sul, a Nova Ferroeste, que terá trecho de 333 quilômetros em solo sul-mato-grossense ligando Maracaju (MS) até o Porto de Paranaguá (PR), terá seu edital lançado hoje em cerimônia em Curitiba. O governador Carlos Massa Ratinho Junior apresenta nesta terça-feira (21) os detalhes do edital da Nova Ferroeste, que ficará disponível para consulta pública. O secretário de Estado de Produção, Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Agricultura Familiar, Jaime Verruck participa da solenidade, representando o governador do Estado, Reinaldo Azambuja.


No documento estão as regras do contrato que será levado à Bolsa de Valores no momento do leilão do projeto, previsto para o segundo semestre de 2022. O edital só será publicado oficialmente após a concessão do licenciamento ambiental. O evento acontece as 10h30, no Palácio Iguaçu, em Curitiba.
Para o governador Reinaldo Azambuja, o projeto da Nova Ferroeste é estratégico sob o ponto de vista da logística e também da competitividade. “No futuro, com a viabilização da ferrovia, o nosso Estado vai diminuir a exportação de commodities e ampliar a exportação”, salientou.


O secretário de Estado da Produção, Jaime Verruck, destaca que já foram realizadas as fases de audiências públicas e o edital é a nova etapa. “Já ultrapassamos a fase de audiências públicas ambientais, agora será lançado o edital em que será previsto todas as condições da obra, prazo, tecnologia a ser adotada”, destaca o secretário, lembrando a importância logística de uma ferrovia deste porte para o Estado. “A Nova Ferroeste vai representar um importante modal de escoamento de grãos da maior região produtora do Mato Grosso do Sul”, afirmou.

Projeto

No Estado a ferrovia passará por oito municípios: Maracaju, Itaporã, Dourados, Caarapó, Amambai, Iguatemi, Eldorado e Mundo Novo. A estimativa é que pelo menos R$ 4,7 bilhões sejam investidos na obra em solo sul-mato-grossense dos mais de R$ 29 bilhões estimados em todo o empreendimento.

Botão Voltar ao topo