Livro didático distribuído em todo país tem poesia de aluna da REME de Três Lagoas - Bolsão em Destaque de Três Lagoas
DestaqueTrês Lagoas

Livro didático distribuído em todo país tem poesia de aluna da REME de Três Lagoas

Neste início de 2024, as escolas públicas de todo Brasil estão recebendo os 170 milhões livros didáticos do Ministério da Educação, por meio do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE). A novidade é que neste ano, as contra capas dos livros levam a poesia da aluna de Três Lagoas Alana Serra Scherer, intitulada Terra de Liberdade.

Em 2023, a estudante da Escola Municipal Professora Maria Eulália Vieira conquistou a primeira colocação no concurso de poesia “200 anos de Independência: Lendo nossa história, escrevendo nosso futuro” promovido pelo FNDE.

Para Nadja Rodrigues, coordenadora do Programa do Livro do FNDE, os critérios de avaliação foram: “entre as obras inscritas, cada poesia foi avaliada com relação a alguns critérios estabelecidos no edital, como: criatividade, contextualização, harmonia estética, autenticidade e expressividade”.

O CONCURSO

Estudantes de toda a rede pública do país, matriculados do 6° ao 9° ano do ensino fundamental, colocaram a criatividade em prática e as dez melhores poesias foram selecionadas, sendo duas de cada região do Brasil. Desse modo, a estudante três-lagoense consagrou-se campeã do Centro-Oeste, e na sequência a primeira colocada do Brasil, com a poesia intitulada “Terra de Liberdade”.

O resultado foi divulgado em Diário Oficial, e a poesia da campeã impressa nas capas dos livros didáticos do Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD/2024).

A ALUNA

Alana, hoje com 15 anos, é filha da professora e diretora da Rede Municipal de Ensino (REME) de Três Lagoas, Liliamani da Silva Serra Scherer. De acordo com a mãe, ela é uma menina abençoada: “Ela é dedicada, então, tudo que ela faz é bem feito, mas o prêmio foi uma surpresa”.

A responsável pelas produções das poesias na escola foi a professora Lucimeire Leandro da Silva, ela explicou que o gênero poesia faz parte da matriz curricular.

Da vitória em 2023 até a publicação da poesia no livro didático, a vida de Alana já teve uma expressiva mudança. Ela foi convidada a escrever um livro de autoria própria, que será lançado em março deste ano e estará disponível nas principais livrarias do país com o título “Escritos de Alana Serra”.

“Saber que fiquei em primeiro lugar no Brasil foi maravilhoso, mas ver a minha poesia publicada foi um sentimento mágico”, destacou Alana.

O INCENTIVO À LEITURA

Angela Brito, Secretária Municipal de Educação e Cultura, explicou que o prêmio que Alana recebeu, com certeza servirá de incentivo a outros estudantes que, muitas vezes, não acreditam no próprio potencial intelectual e de criação.

“Muitas vezes a sociedade não dá para a escola pública a importância que ela tem. E esta jovem – que participou do concurso de forma exitosa – mostra que todos os estudantes podem ser vitoriosos e merecedores. A escola de qualidade, e o gosto pela leitura, faz a diferença na vida das pessoas. Alana está de parabéns pela dedicação”, destacou a Secretária de Educação.

Terra da Liberdade

Somos frutos dos que partiram

o mundo em diversas partes,

e chamaram de algo seu,

o que nunca os pertenceu!

Forçados a usar sua língua,

Vestir sua gramática,

E quando nos despiam;

De nossa cultura, de nosso “eu”!

Mas nenhum de seus filhos,

Fugiu à luta,

Vossos peitos e braços,

Foram o escudo do Brasil!

E de um povo antes aprisionado,

E feito de escravo,

Nasceu a terra da liberdade,

O lar dos bravos.

Que nossa braveza,

Dure por milhares e milhares de anos,

Até que o pedregulho se torne,

Uma grandiosa montanha!

E os musgos para cobri-la façam seu melhor,

Onde dos mares do Leste,

as vastas florestas,

Se estendem nosso sangue e suor!

No mundo és única e sem igual,

Protegida e amada,

Nossa terra natal.

E então, no escuro houve luz;

A mais brilhosa que já havia sido vista,

Em mais de mil;

E assim, nascia a liberdade,

No horizonte do Brasil!

Botão Voltar ao topo