Motoentregadores buscam melhor remuneração em reunião, medida deve impactar 100 mil entregadores em MS - Bolsão em Destaque de Três Lagoas
DestaqueMato Grosso do Sul

Motoentregadores buscam melhor remuneração em reunião, medida deve impactar 100 mil entregadores em MS

Motoentregadores se reuniram com o governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a fim de pressionar os aplicativos a melhorarem a remuneração e a relação com os entregadores. O ato aconteceu nesta terça-feira (17).

Cerca de 100 mil entregadores de MS pretende garantir que qualquer negociação sobre a regulamentação inclua, inclusive, os trabalhadores autônomos segundo reportagem do Correio do Estado.

O encontro foi realizado com o secretário de economia solidária do Ministério do Trabalho e Emprego, Gilberto Carvalho em São Paulo e contou com a participação de representantes dos sindicatos de motoboys, de entidades que representam os motoentregadores autônomos e pessoas tidas como lideranças nos estados.

De acordo com Paulo Pinheiro, presidente da Associação de Parceiros de Aplicativos de Transportes de Passageiros e Motoristas Autônomos de Mato Grosso do Sul (Applic-MS) ao Correio do Estado, as conversas são importantes para os avanços da categoria.

“Olha, acredito que a categoria esteja até mais unida que os próprios motoristas de veículos no setor de transporte de passageiros privado, pois, sejam motoentregadores, mototaxis e os delivery, o setor tem se fortalecido”, frisou. 

O diretor disse não acreditar em uma eventual greve em MS.

“Acredito que não, mesmo porque 90% dos trabalhadores não têm vínculo nenhum com as empresas, além de receberem muito pouco por entrega, não recebem ajuda na manutenção da sua ferramenta de trabalho. Precisamos sentar com as plataformas, as empresas, e os trabalhadores para chegar em um consenso que seja bom para todos lados isso é importante,e que principalmente a população não seja prejudicada”, finalizou.

Segundo ele, o próprio Governo Federal tem se mostrado bastante preocupado com as questões de benefícios. 

“Aqui no MS  a categoria está despertando para que as melhorias possam vir e trazer benefícios aos profissionais que hoje exercem um papel importante e com muita relevância, levando até a população além de transporte, alimentos e medicação, tudo isso é peça fundamental no dia a dia da pessoa”, finalizou.

Botão Voltar ao topo