PMA de Aparecida do Taboado é chamada para capturar arara que estaria ferida e percebe que era filhote e estava bem e orienta a população sobre esses casos em período reprodutivo - Bolsão em Destaque de Três Lagoas
Aparecida do Taboado

PMA de Aparecida do Taboado é chamada para capturar arara que estaria ferida e percebe que era filhote e estava bem e orienta a população sobre esses casos em período reprodutivo

A Polícia Militar Ambiental de Aparecida do Taboado foi acionada por moradores do centro da cidade, informando de que haveria uma ave da espécie arara-canindé (Ara ararauna), que estaria em uma árvore aparentemente ferida, tendo em vista que estava há muito tempo no mesmo local.  

A equipe da Polícia Militar Ambiental foi ao local capturou o animal, que não ofereceu resistência e verificou que se tratava de um filhote em fase de aprendizado de voo e muito bem de saúde. A equipe, então, soltou o filhote pouco depois em um local próximo, com menos movimento e orientou somente que as pessoas não se aproximassem, pois os pais do filhote viriam alimentá-lo.

ORIENTAÇÃO SOBRE ESSES CASOS ENVOLVENDO FILHOTES NESTE PERÍODO REPRODUTIVO

Esse é o período reprodutivo da maioria das espécies de aves, especialmente, dos psitacídeos (araras, periquitos, papagaios, maritacas, maracanãs, etc.) e, dessa forma, em um determinado momento os filhotes não ficam mais nos ninhos, até porque precisam aprender a voar e a buscar seu próprio alimento na natureza, porém, os pais continuam alimentando-os e os protegendo, até que isso aconteça. Dependendo da espécie, às vezes, os pais ficam mais de um dia sem vir até o filhote enquanto buscam alimento.

Por essa razão, a PMA orienta que este não é caso de captura, pois não se pode retirar o animal do seu habitat, a não ser que esteja ferido. Devem-se deixar os filhotes onde estão e evitar aproximação, mesmo que haja algum risco relativo a serem predados por animais domésticos, embora não seja tão fácil, pois os filhotes quando saem dos ninhos já conseguem desenvolver voos curtos. No ambiente natural, existem muitos mais predadores do que nos perímetros urbanos. Se houver dúvidas, deve-se ligar para a PMA e solicitar informações.

Botão Voltar ao topo