Polícia Civil recupera aparelho celular roubado de estudante e identifica o receptador em Três Lagoas – Bolsão em Destaque de Três Lagoas
DestaqueTrês Lagoas

Polícia Civil recupera aparelho celular roubado de estudante e identifica o receptador em Três Lagoas

Na manhã desta sexta-feira (05), a Polícia Civil, por intermédio dos agentes da SIG (Seção de Investigação Geral) e do NRI (Núcleo Regional de Inteligência) de Três Lagoas, durante ação policial para repressão aos crimes contra o patrimônio ocorridos no município, recuperou um aparelho de telefone celular roubado de uma garota, enquanto retornava na escola na companhia do irmão, no Bairro Santa Terezinha.

Naquele momento, as crianças foram surpreendidas por dois indivíduos que anunciaram o assalto, quando o garoto ainda foi agredido com um soco quando tentou ajudar a irmã. Ao tomarem conhecimento da ocorrência, os agentes iniciariam as investigações, apurando a informação de que o aparelho roubado poderia estar em posse de um indivíduo com vasta folha de antecedentes policiais.

Procedidas as diligências, ele foi identificado, assim como o seu endereço e onde estaria prestando serviços para o cumprimento de pena em razão de condenação pela prática do crime de tráfico de drogas. Uma equipe foi até ao local, onde o homem, de 36 anos de idade, foi localizado em posse o aparelho celular subtraído.

Ele foi conduzido até a sede da SIG e indiciado como suspeito da prática do crime de receptação dolosa. Em caso de condenação poderá receber uma pena de até quatro anos de reclusão, em regime inicialmente fechado.

O aparelho celular, da marca Samsung, avaliado em aproximadamente R$ 1.000,00 foi regularmente apreendido para ser restituído a sua legítima proprietária.

A SIG de Três Lagoas/MS solicita a colaboração e apoio de toda população três-lagoense, com informações sobre a prática de crimes e localização de indivíduos foragidos da Justiça, sendo que as denúncias poderão ser realizadas através dos telefones (67) 3929-1173 ou (67) 99226-8210 (WhatsApp). O sigilo e anonimato são assegurados.

Botão Voltar ao topo