PRF realiza escoltas dedicadas para gigante da celulose no Mato Grosso do Sul - Bolsão em Destaque de Três Lagoas
DestaqueMato Grosso do Sul

PRF realiza escoltas dedicadas para gigante da celulose no Mato Grosso do Sul

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) vem realizando uma série de escoltas dedicadas no estado do Mato Grosso do Sul desde o final do ano de 2022. A realização desse serviço é atribuição própria da PRF e está diretamente ligada à segurança viária e prevenção de acidentes. A presença das escoltas é regulamentada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) na Resolução Nº 11 de setembro de 2022, de forma que possam circular nas rodovias federais os veículos e combinações de veículos destinados ao transporte de cargas indivisíveis e excedentes em peso ou dimensões. O objetivo é garantir a devida sinalização dessas cargas de forma a promover um trânsito seguro.

De dezembro de 2022 a abril de 2023, já foram realizadas cerca de 100 escoltas. A previsão é de que sejam realizadas, ao todo, 350 este ano. Esta quantidade, que não é usual, dá-se especialmente devido ao Projeto Cerrado, uma iniciativa da empresa SUZANO que busca instalar uma nova fábrica de celulose na cidade de Ribas do Rio Pardo (MS). 

Trata-se de um projeto de gigantesco impacto socioeconômico para o estado do Mato Grosso do Sul, tendo em vista a grande criação de empregos (cerca de 10 mil no pico da construção) e a estimativa de produção anual de mais de 2 toneladas de celulose de eucalipto.

A presença dessas cargas nas rodovias requer dos condutores atenção redobrada. As orientações são para que, ao avistar uma escolta ou uma carga superdimensionada, o condutor reduza a velocidade e observe o sinal dado pela PRF; em seguida, direcione seu veículo para o acostamento, de forma a garantir distância segura, ou o imobilize se necessário e conforme sinalizado pelo policial. Além disso, é importante sinalizar por meio do uso do “pisca-alerta” para garantir que os demais condutores também se atentem para o risco e reduzam a velocidade. 

É importante destacar que, em alguns locais, especialmente na região de Brasilândia, Três Lagoas e Água Clara, quando a carga transportada é excedente na altura, tem sido necessário realizar ajustes na rede elétrica para garantir que ela possa transitar com segurança. Assim, pode ocorrer suspensão temporária na distribuição de energia. 

Essa é mais uma ação que consolida o compromisso da Polícia Rodoviária Federal com a segurança e a fluidez no trânsito. Para mais informações, ligue 191.

Botão Voltar ao topo