Renan Calheiros chama de ‘insanidade’ persistir com Simone Tebet e ameaça entrar na Justiça para adiar convenção do MDB - Bolsão em Destaque de Três Lagoas
Política

Renan Calheiros chama de ‘insanidade’ persistir com Simone Tebet e ameaça entrar na Justiça para adiar convenção do MDB

Está ameaçada de ser realizada a convenção do MDB para oficializar a candidatura de Simone Tebet no próximo domingo, 27. O senador Renan Calheiros, da ala pró-Lula, disse que pretende entrar na Justiça para adiar o encontro, caso a reunião não seja adiada espontaneamente para o dia 5 de agosto, última data possível de acordo com o calendário da Justiça Eleitoral. “Sem diálogo, sem avaliações realistas sobre o desempenho da pré-candidatura, sem competividade nas pesquisas é insanidade sacrificar o MDB nos estados. A persistir a obsessão não restará alternativa senão a judicialização da própria convenção”, postou o senador no Twitter. O objetivo é a retomada do diálogo como o presidente do partido Baleia Rossi, que apoia Tebet, e quer mantê-la na corrida eleitoral apesar do baixo índice nas pesquisas de preferência eleitoral.

Na última segunda-feira, 18, integrantes do partido de 11 dos 27 estados brasileiros declararam apoio ao ex-presidente Lula no primeiro turno. Participaram dessa reunião representantes  do Amazonas, Maranhão, Piauí, Ceará, Piauí, Alagoas, Bahia, Paraíba, Espírito Santo e Rio de Janeiro. No dia seguinte, 19 Estados expressaram a preferência por Tebet. Em seguida, Rossi se reuniu com o ex-presidente Michel Temer, que está apoiando a ala lulista e vem se articulando muito nos bastidores. Foi uma tentativa de Rossi intervir a favor da pré-candidata.

Em um evento em São Bernardo do Campo, Simone Tebet reagiu ao ser questionada por jornalistas sobre a ameaça de Calheiros de judicializar o caso. “Esses caciques são sempre os mesmos que tiveram no passado com Lula. Vejam a fotografia. Ela tem cheiro de naftalina“, disse ela. 

Jovem Pan

Botão Voltar ao topo