Sindicato de professores juntamente com marcha da maconha realizam ato contra Bolsonaro em Três Lagoas - Bolsão em Destaque de Três Lagoas
DestaqueSelvíriaTrês Lagoas

Sindicato de professores juntamente com marcha da maconha realizam ato contra Bolsonaro em Três Lagoas

Em uma publicação na página do Sindicato dos Trabalhadores da Educação – Três Lagoas e Selvíria convoca todos professores para ato contra o presidente Jair Messias Bolsonaro, na publicação consta entidades como a marcha da maconha, partidos de extrema esquerda, mulheres em luta e união estudantil .

A aglomeração está marcada para hoje, sábado(19) na antiga praça da Bandeira em Três Lagoas.

Veja o banner:

Enquanto entidades sérias lutam para que aulas presenciais retornem em todo Brasil, diante da enorme evasão escolar causada pela pandemia, sindicatos de professores estão na contra mão de um diálogo de retorno no ensino, apenas escolas particulares trabalham de forma híbrida, onde uma parte dos alunos assistem aulas presencial e outra parte online.

Diferente de outras categorias como segurança pública, saúde entre outras que não pararam durante o isolamento, os professores vem trabalhando remotamente e teve prioridade na imunização, ultrapassando trabalhadores de serviços essenciais que enfrenta a pandemia em seu dia a dia.

É preciso salientar que esta decisão de volta as aulas tem, obrigatoriamente, o princípio de aumentar os cuidados com a proteção individual, com uso de máscaras, com a redução de concentração e com a necessidade pessoal de proteção, não apenas com uso de álcool, mas também com que as conversas entre as partes mantenham distância recomendada.

Este retorno não é uma tarefa fácil, ele também tem a grande necessidade de que os estudantes tenham de conversar com seus semelhantes, rever seus amigos e manter contatos com os dirigentes educacionais. É um momento difícil, mas indispensável, pois as aulas não presenciais apenas cumprem uma das partes da educação.

Botão Voltar ao topo